Em destaque

Introdução ao blog:

Olá mamães!

Sejam muito bem-vindas ao blog “E agora, mamãe?”.

Inicialmente criei esse espaço para dividir conteúdo para as mamães que estavam gestando seus bebês e montando o enxoval dando dicas sobre o que comprar, como comprar e algumas das minhas experiências.

Você encontra aqui também sobre enxoval emocional, pois seu bebê vai precisar muito mais do que roupinhas, fraldas e lindos acessórios, ele vai precisar de uma família preparada para a mudança que um filho irá gerar.

Agora começamos uma nova fase por aqui, iremos nos dedicar às mães e seus filhos com atividades que podemos fazer com eles, e também trabalhando o enxoval emocional, pois essa preparação não tem fim, já que à cada fase teremos novos desafios e surpresas.

Quer saber mais? Então se inscreve para receber a notificação das postagens e segue me acompanhando por aqui!

Se tiver algum assunto que você gostaria que eu escrevesse a respeito deixa nos comentários ou me manda por e-mail no andressa@eagoramamae.com.

“Não deverão gerar filhos quem não quer dar-se ao trabalho de criá-los e educá-los”

— Platão.

Estou preparando muito conteúdo interessante para você, continue me acompanhando!

E-book inédito de atividades para crianças

Olá mamães! Como vocês estão passando a quarentena? Aqui em casa estamos criando várias atividades para manter as crianças ativas. Uma idéia legal que tivemos foi fazer uma viagem sem sair de casa… e aí que surgiu a idéia de criar um livro para compartilharmos essa idéia com mais amiguinhos.

Nesse livrinho fizemos uma viagem por 8 pontos da Itália. Cada passeio inicia com uma visita digital pelo google earth e logo após vamos desenvolver alguma atividade sobre o local visitado. Tudo muito dinâmico e bem fácil de ser realizado. As crianças poderão participar de todas etapas do processo.

Com esse livrinho as crianças terão várias horas de muita diversão e ainda conhecer e viajar virtualmente pela Itália!

Legal, né?! Então para embarcar nessa aventura com o Benja e a Lola é só clicar no link abaixo que você será direcionado para a página do produto.

https://go.hotmart.com/F28531168S?dp=1

Compro para meu bebê body ou camiseta?

Olá mamães, tudo bem?

Eu errei muito no enxoval do meu primeiro filho, aos poucos fui pesquisando e aprendendo na prática também. Queria vestir ele como homenzinho, então mesmo sendo difícil de encontrar eu até comprei algumas camisetas para ele.

Na primeira fase do bebê ele fica muito deitado e no colo. Quando movimentamos eles, a camiseta pode subir e ficar desconfortável para o bebê. Então até o primeiro ano acho mais interessante o body. Do primeiro ano até o desfralde você pode alternar entre body e camiseta, mas eu sinceramente gosto mais mesmo do body.

Chegou a hora de tirar as fraldas? Agora sim invista nas camisetas e tudo mais que possa facilitar a ida ao banheiro.

Grande beijo, Andressa.

Amamentação

Queridas mamães, vamos conversar hoje sobre amamentação?

Fiz uma entrevista, ou melhor, um bate-papo bem legar com a Fernanda Ferro, que é enfermeira e tirou muitas dúvidas comuns às gestantes e novas mamães.

Vou deixar aqui o vídeo parte 1 e o parte 2.

Conversamos sobre as temidas fissuras e como podemos evitá-las, isso inclui a pega correta do bebê. Também sobre as posições para amamentar, sobre rotina alimentar, tempo para cada mamada, entre outros assuntos.

Fiquei de pesquisar e deixar escrito sobre o tempo que o leite materno ordenhado poderia ser armazenado, então aí vai:

Orientações da Sociedade Brasileira de Pediatria:

Conservação e descongelamento do leite:

– Anote na tampa do frasco a data e hora em que realizou a primeira coleta de leite e guarde o frasco fechado imediatemente no freezer ou no congelador.

– Se o frasco não ficou cheio você pode completa-lo em outro momento.

– Para completar o volume de leite no frasco sob congelamento, utilize um outro recipiente de vidro previamente lavado e fervido por 15 minutos, e escorra-o sobre um pano limpo ate secar.

– Coloque o leite recem-ordenhado sobre o que ja estava congelado até faltarem dois dedos para encher o frasco (não encha ate a boca do vidro porque pode quebrar durante o congelamento).

– Leite humano ordenhado congelado pode ser estocado por um período máximo de 15 dias a partir da data da coleta, se for mantido em temperatura máxima de -3 °C.

– Leite humano ordenhado e refrigerado para ser oferecido pela mãe ao seu bebê, pode ser estocado por um período de até 12 horas, se guardado em temperatura máxima de 5 °C.

– Depois de descongelado, o leite humano deve ser mantido sob refrigeração, em temperatura máxima de 5 °C, por até 12 horas.

– Para descongelar o leite, coloque o recipiente em banho-maria, com água potável, aquecendo um pouco, mas sem ferver. Ao desligar o fogo, a temperatura da água deve estar em torno dos 40 ºC, ou seja, deve ser possível tocar a água sem se queimar. O frasco deve então permanecer na água aquecida até descongelar completamente o leite.

Normativa americana:

– At room temperature (77°F or colder) for up to 4 hours. (temperatura ambiente 25 graus celsius ou menos- 4 horas).

– In the refrigerator for up to 4 days. (Geladeira- 4 dias).

– In the freezer for about 6 months is best; up to 12 months is acceptable. (Freezer 6 meses é melhor e aceitável até 12 meses) .

Percebam que a normativa brasileira é mais rígida que a americana. Eu usei bastante leite ordenhado para meus filhos, mas acabava ordenhando o que era necessário para o período que eu precisava me ausentar. Utilizei a bomba para extrair leite da Medela- já falei sobre ela em outro post.

Assistam os vídeos e se tiverem dúvidas deixem nos comentários que iremos responder!

Grande beijo, Andressa.

Como organizar os brinquedos de banho?

Olá mamães!

Tudo bem com vocês?

Me contem, seus pequenos também adoram brinquedos de banho? Os meus até para um banho de chuveiro rapidinho amam pegar algum bichinho, potinho, caneta de banho para levar junto. Aí terminado o banho onde ficam esses brinquedos? Como eles ficam molhados o ideal é que fiquem em um local onde possa drenar a água e que eles possam ficar organizados sem atrapalhar o banho do restante da família.

Eu adoro essa solução da Skip Hop, fica grudadinho na cerâmica ou no vidro do box.

Outra opção é organizar em uma cestinha que pode ficar no chão ou em uma prateleira dentro do box também.

O que importa é que esses brinquedos ajudam muito em dias que o banho não está nos planos das crianças kkkkk, torna esse momento mais lúdico e divertido.

Todos cheirosos? Agora só arrumar a bagunça e fica o banheiro liberado para uso!

Grande beijo e até a próxima, Andressa.

Meditadora iniciante

Olá mamães e futuras mamães!

Estou aqui para compartilhar com vocês minha experiência de meditadora iniciante. Tenho praticado alguns minutinhos por dia de meditação guiada no app da Vivo meditação ou do Headspace. Gostei da idéia de poder escolher o motivo da meditação e ter alguém me guiando. Facilita bastante para a mente não ficar buscando distrações.

A meditação que eu busco não é com finalidade religiosa e sim com foco na atenção plena (mindfulness).

Fiz um vídeo contando como tem sido essa minha experiência.

Como falei no vídeo, assisti a palestra que o Yongey Mingyur Rinpoche deu em 2018 no London School of Economics Old Theatre. Achei fantástica, ele explica com uma simplicidade muito interessante sobre o que é meditar. Porém simples não significa fácil, você estar totalmente focado em uma única coisa não é tão fácil quanto parece, é um exercício. Como se fosse uma academia para a mente, aos poucos você irá melhorar seu desempenho.

E porque venho compartilhar essa experiência com vocês? A meditação vai ajudar tanto as gestantes quanto as mamães para se manterem centradas, focadas, diminuir o estresse e melhorar a qualidade do sono (mesmo que isso nem sempre dependa de nós, né?!).

Então se você nunca meditou, baixa o aplicativo, tira uns minutinhos para você e relaxa, se você não gostar é só apagar o app, se gostar segue fazendo. Não foi na primeira vez que eu me encontrei e pode ser que para você também seja assim, ou você pode gostar muito e ficar pensando como não pensou em fazer isso antes.

Depois me conta como foi!

Grande beijo, Andressa.

Brincando com as crianças

Olá mamães! Começando mais uma semana e por aqui já iniciamos a manhã com uma brincadeira simples, barata, com materiais disponíveis aqui em casa mesmo.

Vocês também tem a impressão de que essas brincadeiras sem um brinquedo comprado parecem chamar mais atenção e manter as crianças interessadas por mais tempo? Aqui em casa costuma ser assim. Então para eu ter algum tempo de crianças brincando e mamãe em paz (hehe) costumo planejar e executar a montagem junto com as crianças (cada um ajuda como pode) e depois deixo eles brincarem.

Vou deixar o vídeo para que você possa testar na sua casa:

Utilizamos:

  • Balões;
  • Fitilho (eu não tinha cordão em casa);
  • Fita dupla face;
  • Tesoura;
  • Espaguete de piscina cortado em 3 partes (pode ser uma cartolina enrolada, uma garrafa pet…).

Eu colei no teto usando minha muleta hehehe, mas você pode usar o cabo de uma vassoura ou subir em uma escadinha.

Vamos combinar de manter uma atividade legal com os pequenos pelo menos alguns dias da semana? Esse tempo junto não é perder seu tempo e sim ganhar intimidade com seus filhos e boas risadas.

Grande beijo, Andressa.

Fotografia Newborn

Olá mamães!

Hoje vim conversar com vocês sobre os registros fotográficos do seu bebê. Já ouviu falar em foto newborn? São as fotos feitas com os bebês recém-nascidos, ficam lindas demais e são uma lembrança para a vida toda!

No meu primeiro filho eu acabei não fazendo essas fotos e sinto muito mesmo… mas estava insegura, tinha muito medo de que para fazer as fotos eu acabasse prejudicando meu filho. Também não conhecia alguém que já tivesse feito para eu ter informações e acabou que passou e não foi registrado. Mas ele cresceu um pouquinho e no Natal depois do nascimento dele conheci o trabalho da maravilhosa Luciane Aires (que hoje tenho a grata alegria de chamar de minha amiga), me encantei com a forma que ela fotografa, com aquele olhar, cuidado e carinho de mãe, sabe?! Tudo o que precisamos para entregar os pequenos e nos sentirmos seguras. Bem, não preciso nem falar que a partir daí seguimos fotografando com ela e quando a Aurora nasceu já estava tudo planejado para que fizéssemos uma parte das fotos no meu apartamento e outra parte no estúdio.

O resultado ficou lindíssimo! Fizemos um fotolivro e a própria Aurora hoje ama olhar.

Então se você está grávida, te aconselho a pesquisar na sua cidade ou região alguém especializado em newborn e agendar uma conversa para deixar tudo combinado. Assim você já vai conseguir ver a forma de trabalho do profissional escolhido. É super importante que você já diga para o fotógrafo a data prevista do parto e vocês combinem em torno de qual data serão feitas as fotos para que ele já fique, digamos, de sobreaviso.

Eu fiquei maravilhada com as técnicas para acalmar o bebê, fazer dormir e colocar nas poses, dá muito trabalho e exige muita paciência. A Lu foi um amor, não teve pressa nas mamadas entre fotos, teve toda paciência até com os escapes de xixi nas mantinhas. Isso tudo me deixou super segura e tranquila.

Quer conhecer o trabalho da Lu? Então segue ela no insta no @lucianeairesfoto e @amormaiorfotobebe.

Fotografem seus filhos e façam álbuns para eles, só no computador a gente acaba não olhando tanto e algumas vezes acaba perdendo fotos importantes.

Vou deixar aqui o vídeo da entrevista que fiz com a Lu tirando algumas dúvidas sobre fotografia de newborn.

Grande beijo, Andressa.

Introduzindo o bebê na rotina da casa- apresentando para seu cachorro:

Então chegou o tão esperado momento, seu bebê nasceu e agora sua casa tem um novo morador. Isso é maravilhoso, mas exige muitos ajustes e adaptações.

Vou falar nesse post com as mamães que são mamães de peludos também. Se esse é seu primeiro filho possivelmente seu cachorro vai estranhar um pouco mais a chegada desse “irmão”. Ele pode se sentir ameaçado ou rejeitado, então vamos pensar o que é possível para que todos na casa se sintam bem e felizes com o novo integrante?

Antes de apresentar o bebê tente fazer o seguinte, leve uma roupinha que ele já usou e deixe seu cachorro cheirar, enquanto isso faça carinho ou dê um petisco para que fique uma lembrança boa associada a esse cheiro. Se for possível repita isso algumas vezes antes de o bebê chegar (pode ser enquanto vocês estiverem no hospital e alguma pessoa faz essa parte).

Agora é a hora do primeiro contato, você vai determinar o quanto vai permitir a proximidade do pet e do bebê, se for possível deixe ele cheirar alguma parte do bebê enquanto você conversa e agrada o cachorrinho, no início pode ter um pouco de ciúmes mas logo serão bons amigos!

Se esse não for seu primeiro filho esse primeiro contato costuma ser ainda mais tranquilo, pois a atenção da casa já era dividida. Mas mesmo assim se possível repita o processo.

Após o nascimento sua rotina vai ser mais corrida, mas tente dar atenção para seu peludinho nem que seja em pequenos momentos de afago. Se você passeava com ele algumas vezes ao dia e não consegue mais sair, peça ajuda para alguém que consiga fazer isso por vocês.

Caso você opte por mudar o local onde seu cachorro dormia ou limitar onde ele irá circular na casa, já faça isso algum tempo antes do nascimento para que ele não associe com o bebê essa mudança.

Agora vamos a um dado científico publicado na revista Crescer, uma pesquisa da Universidade de Aberta, no Canadá, mostrou que os cães não só reforçam o sistema imunológico dos bebês, diminuindo o risco de desenvolverem doenças infantis alérgicas, como também os protegem da obesidade. Os cientistas analisaram dados de 700 bebês, sendo que 46% deles conviveram com pelo menos um pet (a maioria, cachorro) desde a barriga da mãe (nos últimos seis meses de gestação) até os três meses após o nascimento.

Ao analisar o exame de fezes dos recém-nascidos, os pesquisadores chegaram à conclusão de que o grupo (que teve contato com o cachorro desde a barriga da mãe) apresentava, em média, duas vezes mais duas bactérias: Ruminococcus e Oscillospira, em comparação à turma que não tinha um mascote. Essas duas bactérias estão ligadas à uma chance menor das crianças apresentarem complicações alérgicas e ganho acelerado de peso.

Aqui temos duas filhas de quatro patas que convivem muito bem com os dois filhos de duas pernas. Tivemos já diferentes fases por aqui, mas no geral o saldo é muito positivo para todos. Os cães brincam mais e as crianças aprendem a ter um senso de responsabilidade. Cada um adotou um pet para passear e cuidar. Minha cadela mais velhinha já está com 14 anos, a mais nova com 6, na chegada do meu primeiro filho a mais velha fez de conta que ele não existia por alguns dias. Eu chamava e ela não vinha enquanto eu não largasse o Benjamin. Já a cachorrinha mais nova deu um salto e uma lambida nele de primeira e gostava de deitar nos pés dele no carrinho de bebê. Quando nasceu minha segunda filha tudo foi mais fácil, nenhuma sentiu a mudança.

Que seu momento seja de muita alegria nessa união do mundo pet com o mundo infantil.

Grande beijo, Andressa.

Melhor forma para mamãe monitorar bebê durante a gestação

Se você é do tipo de gestante que está sempre querendo notícias do seu bebê, querendo saber se está chutando e se o coração está batendo como deveria, esse produto é para você! Ele ainda por cima monitora suas contrações, o que ajuda bastante na reta final para saber se seu trabalho de parto está evoluindo corretamente. A faixa promete ser de um tecido fino e confortável para a gestante usar o tempo todo sem atrapalhar seu dia a dia.

A Owlet band ainda não está disponível para compra, mas prometem lançar ainda em 2019. Então acompanhem no site https://owletcare.com/pages/band para maiores novidades.

Aaaaaa como e queria ter tido uma dessa nas minhas gestações!

Grande beijo, Andressa.

Dica de livro- Disciplina positiva

Olá mamães!!!

Vocês gostam de livros que orientem sobre criação de filhos? Eu particularmente gosto. Me sinto estimulada para me esforçar mais, ser mais paciente, ter mais idéias para contornar situações difíceis. Também gosto de saber que não sou a única passando por fases complicadas.

Antes do meu primeiro filho nascer eu li bastante, pesquisei e tentei colocar o máximo em prática. Foi ótimo! Ele foi um bebê maravilhoso e muito por esforço nosso. Criação não é fácil, exige muito amor para suportar o cansaço e ainda assim seguir firme no propósito.

Agora que minha segunda filha mais nova está maiorzinha, consegui retornar às leituras. Estou no momento lendo “Disciplina Positiva para crianças de 0 a 3 anos- Jane Nelsen”. Encontrei nele muitas dicas preciosas. A leitura vale tanto para gestantes quanto para mamães.

A disciplina positiva é uma forma de educar não punitiva nem permissiva. Acho que esse meio termo que a maior parte dos pais vem buscando, só que algumas vezes acabamos alternando entre momentos mais punitivos e momentos mais permissivos, não é?! Ainda que você já esteja no caminho certo sempre acho válido uma confirmação, parece que dá um novo gás para seguir em frente.

Teve um pequeno trecho que destaquei pois concordo bastante que é o seguinte:

“Quando tudo falha e você não sabe mais o que fazer, apele para o amor. O amor e sua própria sabedoria sempre ajudarão a decidir o que fazer.”

Nelsen, Jane. Disciplina Positiva Para Crianças de 0 a 3 Anos . Edição do Kindle.

Então vamos seguir em frente, educando com amor e crescendo como seres humanos a cada novo desafio.

Grande beijo, Andressa.